Estruturas de produção da criação de tilápias em tanques escavados

Além dos próprios viveiros e açudes, estrutura de apoio também são necessárias para a criação de tilápias em tanques escavados

Tilápias - imagem meramente ilustrativa

Giovanni Resende de Oliveira, professor do Curso CPT Produção de Tilápias em Tanques Escavados, destaca que criar tilápias em tanques escavados é um bom negócio pela facilidade de manejo dos peixes, pelo curto ciclo de produção, pelo baixo custo e pela grande aceitação desse produto no mercado.

No entanto, esse tipo de criação demanda muito conhecimento por parte do piscicultor, que vão desde o planejamento da produção, passando pela escolha de fornecedores e insumos, pelo preparo dos viveiros e controle da água, até o manejo alimentar e os cuidados com as estruturas utilizadas na produção.

Viveiros escavados: utilização

Há outros tipos de viveiro utilizados na criação de peixes, mas o escavado é o mais comum. Nele, os peixes são criados em água acumulada de nascentes, poços, córregos, rios ou até da chuva. A rentabilidade está diretamente relacionada às técnicas que são executadas no manejo dos peixes, pois, apesar das vantagens que o viveiro escavado apresenta, a atividade precisa de uma boa condução.

Quais são as principais estruturas de produção?

Em primeiro lugar, é importante esclarecer que, para garantir a criação eficiente das tilápias, todas as estruturas precisam estar padronizadas e em boas condições de operação. Conheça-as a seguir:

- Viveiro escavado

Os viveiros escavados, como o próprio nome deixa claro, são aqueles construídos a partir da escavação de terra, formando-se paredes chamadas de taludes. Geralmente, o formato mais utilizado é o retangular, mas cada criador pode definir qual utilizar, desde que ele esteja sincronizado com o seu planejamento.

- Açude

Os açudes são aterros que têm a finalidade de reservar a água da chuva ou de pequenos cursos d’água. A construção de um açude varia de acordo com o relevo de onde ele se instalará, permitindo dimensões e formatos variados.

> Em relação às estruturas...

Para a construção de qualquer uma das duas estruturas mencionadas acima, recomenda-se o acompanhamento de um profissional capacitado, que orientará todo o processo. Por exemplo, construir um viveiro está muito além de cavar um buraco retangular na terra: ele precisará, além dos taludes, de uma crista, de um sistema de abastecimento e, também, de um sistema de drenagem.

O acompanhamento desse profissional se faz imprescindível uma vez que o dimensionamento adequado e a atenção na formação do viveiro e dos sistemas de abastecimento e drenagem conseguem diminuir a necessidade de manutenção nessas estruturas, tornando a atividade menos onerosa.

Estruturas de apoio

i. Depósito de ração

Toda a ração oferecida aos peixes precisa estar acondicionada em um local que não permita que elas estraguem ou se deteriorem. Entra em cena o depósito, que precisa ser seco, ventilado e afastado de animais e produtos químicos. Depósitos muito úmidos favorecem o surgimento de bactérias, fungos e bolores nos alimentos, tornando-os impróprios para serem oferecidos às tilápias.

ii. Galpão de armazenamento

Além da ração, tudo o que é utilizado no manejo diário dos peixes também precisa ser armazenado corretamente. Os galpões de armazenamento abrigam máquinas, equipamentos e ferramentas e, assim como os depósitos de ração, precisam de boa ventilação.

iii. Sistema de iluminação

Em toda a propriedade, o sistema de iluminação também se configura como uma estrutura necessária, dado que ele auxilia na despesca e no povoamento em períodos em que ainda não há luz natural, além de coibir eventuais furtos de peixes.

 


Conheça os Cursos CPT da Área Criação de Peixes:

Produção de Tilápias em Tanques Escavados
Criação de Tilápias em Tanques-rede
Criação de Peixes – Como Implantar uma Piscicultura

Fonte: RURAL, Serviço Nacional de Aprendizagem. Piscicultura: criação de tilápias em viveiros escavados. / Serviço Nacional de Aprendizagem Rural. – Brasília: Senar, 2018. 120 p; il.
por Renato Rodrigues

Renato Rodrigues 13-09-2021

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.